Descubra todas as oportunidades Tronik︎ Subscreva a Newsletter.︎

Mudar de emprego ou torná-lo numa melhor oportunidade?
14/02/2019

Mudar de emprego ou torná-lo numa melhor oportunidade?

As empresas, em todo o mundo, encontram-se repletas de funcionários insatisfeitos com os seus empregos. Um dos principais motivos para este estado de espírito tão transversal é o facto de esses mesmos funcionários se sentirem sobrequalificados para o trabalho que se espera que realizem.
As pesquisas revelam que, à escala global, a noção de sobrequalificação está presente, por exemplo, em pelo menos 1 em 3 trabalhadores na Austrália, 1 em cada 5 nos EUA, enquanto que, na China, em cada conjunto de 5 funcionários, 4 sentem-se sobrequalificados para os lugares que ocupam.
 
Talvez não seja surpreendente que, deste sentimento de infelicidade no trabalho, resulte um menor nível de produtividade. Associadas a uma produtividade mais reduzida, surgem a falta de cooperação e alguma recusa em dar o melhor de si mesmos, seja consciente ou inconscientemente. A frustração, resultante da falta de sensação de reconhecimento das suas capacidades, leva, muito frequentemente, a uma postura altiva, dificultando o workflow e as relações com os colegas de trabalho e chefes de equipa.
Este cenário parece-te familiar? Temos de ser realistas: muitos de nós já passámos por situações semelhantes, em alguma fase das nossas carreiras. Mas, afinal, o que fazer para tornar a vida profissional mais estimulante, antes de tomar a decisão de mudar de emprego?
É importante entender que, de facto, podes-te ter deparado com um cargo para o qual és, evidentemente, sobrequalificado – por exemplo, como resultado de um processo de recrutamento pouco honesto e transparente. Perante este contexto, abandonar o cargo poderá ser, realmente, a única opção possível.
As perceções de sobrequalificação e a infelicidade no trabalho podem, na verdade, ser solucionadas de formas relativamente simples. Mostramos-te, de seguida, algumas atitudes que poderás tomar nesse sentido.
 
Entende que o problema não está no trabalho, mas na forma como o executas.
São muitos os casos em que o problema não está no trabalho em si, mas na forma como os funcionários o estão a desenvolver. Uma fatia significativa das pessoas que se encontram presas à sensação de sobrequalificação critica a falta de controlo que tem sobre as suas próprias tarefas. Por consequência, uma abordagem verdadeiramente eficaz, por forma a ultrapassar esse problema, é solicitar um maior nível de autonomia nas suas funções.
Estes são alguns caminhos de mudança que poderás optar por tomar:
  • Conquistar uma maior liberdade para tomares as tuas próprias decisões;
  • Tornar possível a escolha dos teus próprios métodos de execução de uma tarefa;
  • Adquirir uma maior flexibilidade relativamente ao teu horário de trabalho.

Enfatiza os benefícios decorrentes desse incremento de autonomia.
Como em qualquer mudança, é provável que, na procura por mais autonomia, te depares com alguma resistência por parte dos teus superiores. Por isso é necessário que elucides o teu chefe de equipa, realçando o benefício recíproco que advirá desta mudança. O facto é que não existe ninguém mais apropriado que tu para revelar esse potencial benefício, pois és quem melhor conhece aquilo que te motiva e qual a melhor forma de retirar proveito das tuas skills, experiência e conhecimento. Não te esqueças de que este processo não poderá resumir-se a ti e às tuas necessidades – é fundamental ter em vista o melhor desfecho para todas as partes envolvidas.

Evita uma postura arrogante durante a negociação.
A conquista de mais autonomia poderá implicar a negociação com um conjunto de indivíduos, desde os chefes aos colegas de equipa. Nesse sentido, deverás fazer-te valer das tuas competências interpessoais ao máximo. O desafio surge quando a perceção de sobrequalificação não se encontra alinhada com as competências sociais individuais, visto que muitas pessoas adotam uma atitude arrogante e presunçosa durante um processo de negociação desta natureza. Para evitar problemas e garantir que consegues alcançar os teus objetivos, coloca de parte a arrogância e torna-te parte da solução.
 
Lembra-te de que construir relações positivas com aqueles que te rodeiam é um passo de gigante para conseguires, finalmente, o trabalho que ambicionas, bem como aquele que consideras merecer.
 
Boa sorte!
 
Fonte
Tronik - Digital Recruitment Agency
Tronik - Digital Recruitment Agency

Conteúdo Relacionado