Descubra todas as oportunidades Tronik︎ Subscreva a Newsletter.︎

4 Dicas para te manteres motivado durante a procura de emprego
21/02/2019

4 Dicas para te manteres motivado durante a procura de emprego

Nos primeiros meses do ano, uma das principais resoluções de muitas pessoas é a procura de um novo emprego. Este pode ser um processo frustrante, implicando uma procura difícil e demorada.
Caso estejas a equacionar a procura de um trabalho, sugerimos-te que tenhas em conta as seguintes dicas:

1. Faz uma pausa para definires os teus objetivos

Para por momentos. Interrompe o envio de currículos e foca-te em decidir qual o teu objetivo e aquilo que realmente pretendes. Se não tens uma ideia sólida das hipóteses que serão adequadas para ti, começa por pesquisar descrições de cargos e tenta reunir cerca de 10 funções que descrevam a posição que tencionas ocupar futuramente, com localização na tua cidade ou naquela que pretenderes. Ao longo dessa pesquisa, tenta definir com a maior precisão possível o teu cargo, evitando rótulos como diretor ou vice-presidente, visto que essas posições variam, habitualmente, consoante a empresa. Poderás, por exemplo, procurar por “Digital Designer”, “Gestor de Projetos” ou “Digital Marketer”.
Depois de avaliares qual o tipo de emprego que ambicionas, filtra quais serão os cargos para os quais és qualificado em, aproximadamente, 70% daquilo que é tido como requisito na descrição da oferta de trabalho. A verdade é que muitas pessoas optam por não se candidatar por não corresponderem a todas as características mencionadas nas ofertas, esquecendo-se de que as descrições das oportunidades de emprego, frequentemente, vinculam o ideal de candidato perfeito – algo que, simplesmente, não existe. Por isso, sugerimos-te que te candidates, ainda que não preenchas todos os requisitos.
 
2. Aprende a procurar emprego 
Realisticamente, poderá dar-se o caso de estares desatualizado, no que diz respeito ao teu conhecimento sobre o processo de procura de emprego. O mundo atual, altamente tecnológico e em frenética evolução, acarreta muitas mudanças a nível social e profissional e, nesse sentido, é perfeitamente normal que te possas encontrar desatualizado, no que ao processo de procura de emprego diz respeito. Procura informar-te, instruir-te, manter-te a par das novidades - seja assistindo a vídeos acerca desta temática, em plataformas como o YouTube, ou lendo livros e publicações sobre a mesma.
Deves ter em mente que, tal como numa aprendizagem de qualquer desporto ou instrumento musical, também num processo de procura de emprego existem certas instruções que precisas de conhecer e seguir, bem como habilidades que deves desenvolver. Lembra-te de que, também neste aspeto, não nasceste já devidamente ensinado e dotado de profundos conhecimentos.
Após teres aprendido as técnicas necessárias para uma procura de emprego eficaz, chegará o momento de aplicares as tuas skills recentemente desenvolvidas. Muitos candidatos apontam em todas as direções, não sendo consistentes com os tipos de trabalho para os quais se candidatam. Muito provavelmente, julgam que bastará mostrar uma personalidade interessante ou um forte conjunto de qualificações no currículo, ao invés de pensar nisto como se tratando de um processo realizado passo a passo, constituído pelas seguintes etapas:
1- Prepara-te;
2- Coloca em prática tudo o que aprendeste;
3- Sê contratado.
 
Para te prepares, deves identificar o teu objetivo de emprego e estudar o que o mercado procura, no momento, para esse cargo.
Depois, coloca tudo em prática, desenvolvendo o teu currículo, perfil do LinkedIn, carta de apresentação e tudo aquilo que possas precisar nas futuras entrevistas.
Para seres contratado, personaliza as tuas candidaturas para cada oferta de trabalho à qual responderes, cria networking para garantires mais entrevistas e estares a par das possíveis oportunidades. Isto poderá trazer melhorias significativas aos teus resultados.
 
3. Para de te boicotar
Aquando de um processo de procura de emprego, é comum, a dada altura, que se comece a sentir e a expressar alguma frustração, principalmente se ainda não surgiu nenhuma resposta positiva às candidaturas já efetuadas até então. No entanto, a resignação a esses resultados não poderá ser uma opção. É necessário que, em vez de dizeres frases como “estou à espera de feedback de 20 candidaturas” ou “nunca me respondem de nenhuma candidatura”, modifiques o teu discurso e comeces a expor pensamentos como: “vou fazer isto de uma forma diferente”.
Ainda, começa a definir prazos para as tarefas necessárias: por ex. “Em (data), terei o meu currículo, carta de apresentação e perfil do LinkedIn completos”. A tua missão é parares de esperar e dares o devido impulso para que as oportunidades comecem a surgir.
 
4. Não saltes etapas
Quando a procura de emprego se começa a revelar difícil, a tendência é saltar etapas ou desistir completamente da meta delineada. Neste ponto, é importante que tomes algumas atitudes, nomeadamente, marcar compromissos no teu calendário e atribuir tarefas específicas a cada hora. Uma hora pode ser utilizada para pesquisa do teu objetivo e outra despendida a atualizar o teu currículo, criando networking, elaborando cartas de apresentação, etc.
 
Lembra-te de que o importante não é que a resolução de Ano Novo se cumpra na data específica que delineaste inicialmente, mas sim que te comprometas, aprendas e desenvolvas um processo de procura de emprego de eficaz, que te auxilie no alcance dos teus objetivos e do emprego que tanto ambicionas.

Fonte
Tronik - Digital Recruitment Agency
Tronik - Digital Recruitment Agency